Homologação

Multa para descarte inadequado de lixo que machuque coletor chega a R$ 2 mil em Araras

A maioria dos 45 coletores da cidade já se machucou com objetos no serviço. Nesta época do ano descarte incorreto de vidro e espetos de churrasco aumenta o risco de acidentes.

Com as festas de fim de ano, aumenta a quantidade de garrafas de vidro e espetos de churrasco descartados no lixo de forma irregular. Em Araras (SP), quase todos os coletores já foram feridos. Na cidade, uma lei pune com multa de até R$ 2 mil os moradores que fazem descartes que podem machucar coletores.

 

Risco de acidentes

Além do calor, do peso e da correria para pegar o lixo, os coletores ainda precisam se preocupar com os acidentes causados pelo descarte incorreto.

O coletor Paulo Sandro de Oliveira Silva chegou a ficar 15 dias afastado do serviço depois que foi perfurado com uma lâmpada fluorescente.

“Doeu bastante, chorei e demorou uns 15 dias para sarar. Tinha perigo de perder até o braço. Tive que ira para Ribeirão Preto”, disse.

O coletor Paulo Sandro de Oliveira Silva ficou 15 dias afastado após corte em Araras — Foto: Reprodução/EPTV

As equipes recolhem todo mês mais de 3 mil toneladas de lixo na cidade e os acidentes se tornam mais comuns nesta época do ano.

“Costuma a dar muito problema devido a bebida, euforia das festas de fim de ano, acaba passando despercebido e descartando todo material de forma irregular”, afirmou coordenador de coleta Antônio Edson Alves de Holanda Júnior.

 

Lei pune descarte irregular

Dos 45 funcionários da empresa, praticamente todos já se machucaram durante o trabalho. A lei pune quem descartar de forma inadequada materiais que podem machucar o trabalhador.

“O fiscal vai vir até o local e vai ter uma multa de R$ 200. Se o coletor se afastar por conta do machucado a multa chega a R$ 2 mil”, afirmou Holanda Júnior.

 

 

Garrafa pet

Se acontecer de um copo ou uma garrafa quebrar, a orientação é colocar dentro de uma garrafa pet, assim como espetos de churrasco.

Seringas e agulhas devem ser levados para um posto de saúde, que dará a destinação correta.


 

Fonte: G1
Fotos: Reprodução EPTV
Acesso: 08/01/2019

SIEMACO - Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação e Trabalhadores na Limpeza Urbana e Áreas Verdes de Piracicaba e Região
Sede Piracicaba | Rua José Pinto de Almeida, 773 – Centro Piracicaba | Atendimento de segunda a sexta feira das 08h às 17h | Fone: 19 3417.2377